O criador da Pedagogia Logosófica foi o pensador argentino Carlos Bernardo González Pecotche. Preocupado, desde muito jovem, com a educação da infância e da juventude, Pecotche inovou com uma proposta de educação que transcende o que era e é oferecido convencionalmente em termos de ensino e educação.


A Pedagogia Logosófica fundamenta-se na Logosofia. Parte de uma nova concepção de ser humano, de Deus e do Universo, contando com o conhecimento e o afeto como forças poderosas que podem modificar a vida de todos. O cultivo de sentimentos, o conhecimento da realidade mental, incluindo os pensamentos, o controle interno das deficiências psicológicas e a troca do crer pelo saber são fundamentos básicos desta pedagogia. Para esta pedagogia o saber é a razão da existência do ser humano na terra.


Possibilitar a formação mental, moral e espiritual do educando, bem como o desenvolvimento de suas potencialidades, mediante o conhecimento de sua configuração biopsicoespiritual, para que se torne um ser humano mais consciente de suas responsabilidades frente a si mesmo e ao mundo que o cerca.


Para a Pedagogia Logosófica, a educação deve abarcar não só a parte informativa (conteúdo curricular) mas também e especialmente a formação do caráter, pelo cultivo de conceitos e valores essenciais ao ser humano, apresentados na concepção logosófica.


De acordo com a Logosofia, o ser humano é um ser biopsicoespiritual que possui duas naturezas: uma física e uma espiritual, sendo que ambas desempenham papel fundamental na vida do homem e devem ser conhecidas e cultivadas. A Logosofia ensina o ser a realizar um processo de superação individual que é chamado de Processo de Evolução Consciente.


Para a Pedagogia Logosófica, o conhecimento resulta da experimentação consciente de algo conceitual ou teórico, qualquer que seja a área a que nos referimos. Segundo a concepção logosófica, existem duas classes de conhecimento: o conhecimento acadêmico, científico ou corrente, que abarca todas as áreas das ciências humanas e exatas, de vital importância para o desenvolvimento científico e tecnológico e que responde pela sobrevivência física do ser humano e o conhecimento transcendente, este destinado à evolução espiritual do homem, que a Logosofia apresenta por meio de una original concepção.


A Pedagogia Logosófica desenvolve o Currículo Oficial da forma a mais ampla possível, conduzindo o aluno ao entendimento e compreensão dos conteúdos programáticos que o integram, utilizando suas faculdades mentais e sensíveis. Tais conteúdos são tratados em cada faixa etária, sem sobrecarregar a memória. Ao abordar os conteúdos programáticos, a Pedagogia Logosófica vai mais além: amplia a visão do aluno ao aliar esses mesmos conteúdos ao saber transcendente, ao cultivo de valores internos e aos conceitos elevados de vida, ser humano, leis universais, universo e Deus.


Não existe nenhuma relação entre a Pedagogia Logosófica e as religiões. A Pedagogia Logosófica tem seus princípios e fundamentos em uma ciência – a Logosofia – que apresenta uma original concepção sobre Deus, sobre o homem, o Universo e as Leis Universais. Ela criou uma metodologia específica para a investigação e conhecimento do objeto de estudo que é o ser humano em sua configuração biopsicoespiritual. A Logosofia preconiza o conhecimento, ou seja, o saber e não o crer, como caminho para o ser humano desvendar sua origem e destino.


A Logosofia, que é a base da Pedagogia Logosófica, apresenta uma concepção original sobre Deus, sem nenhuma conotação religiosa. Apresenta-o como o supremo Criador, que dotou o ser humano de todas as condições para conhecê-Lo, mediante a aquisição de conhecimentos de natureza transcendente. A Pedagogia Logosófica estimula o ser a amar seu Criador, conhecendo-o através de suas Leis Universais.


A Pedagogia Logosófica atribui um importante papel à família no processo de ensino-aprendizagem e também na formação do caráter do aluno. Uma participação ativa, colaborativa, atuando principalmente na valorização dos esforços e das boas atitudes, assim como no amparo para a formação de uma geração mais consciente e feliz que a atual. Busca-se conciliar as exigências da vida moderna, com as naturais demandas de tempo dos pais, criando um ambiente favorável ao prosseguimento da ação educativa no âmbito da família.  A parceria escola/família é fundamental nesse processo.


A avaliação é parte do processo natural da aprendizagem e considerada como indicador constante de caminhos para a ação docente e discente. O objetivo é possibilitar a avaliação como ação processual, contínua, quantitativa e qualitativa que principia por diagnosticar, mapear os conhecimentos prévios do aluno, orientando os passos a serem dados.

São utilizados os diversos instrumentos convencionais (testes, provas escritas, provas orais, apresentação de trabalhos, redações, relatórios, etc.) atribuindo-se a eles um significado mais amplo para o aluno, estimulando sempre a comparação de cada ser consigo mesmo e não com os demais. Busca-se a análise da experiência interna, ou seja, aquilo que se passa no mundo interno de cada um, que é a verdadeira matéria-prima para se conhecer e se superar.


Tem-se observado crescente interesse de grande parcela de educadores pela Pedagogia Logosófica, contudo, esta ainda não faz parte regular da grade curricular dos cursos de Pedagogia ou de Faculdades de Educação. O estudo da Logosofia, como base para a aplicação da Pedagogia Logosófica é indicado aos que querem modificar suas próprias vidas e realizar uma evolução consciente, capacitando-se, por consequência, a favorecer que seus alunos realizem o mesmo. De forma mais direta, os Colégios Logosóficos, integrantes do Sistema Logosófico de Educação, oferecem palestras e cursos de extensão acerca da base conceitual e sobre a aplicação da Pedagogia Logosófica. Também estão disponíveis neste Portal artigos, relatos e teses a este respeito.


Uma condição básica para a aplicação da Pedagogia Logosófica é a experimentação pelo docente, em sua própria vida, dos aspectos que quer ensinar ao educando, ou seja, estar realizando, ele próprio, em sua vida, os conhecimentos que busca favorecer a assimilação pelos seus alunos. Para tanto, é importante, e até indispensável, que o educador conheça e se identifique com os princípios da Pedagogia Logosófica, para que possa experimentar em si mesmo tais princípios, para adotá-los no trabalho com os educandos. A realização do processo de evolução consciente, proposto pela Logosofia, é, em síntese, o que possibilita ao docente aplicar a Pedagogia Logosófica.


O primeiro passo é conhecer mais de perto a Logosofia e a Pedagogia Logosófica, entrando em contato com uma das sedes da Fundação Logosófica ou uma das Unidades do Sistema Logosófico de Educação. Sugere-se ler os livros de Logosofia, para inteirar-se dessa original concepção. É possível fazer download, gratuitamente, dos livros de Logosofia no site: www.logosofia.org.br


Todos os Colégios Logosóficos do Brasil, Argentina e Uruguai aplicam a Pedagogia Logosófica. Para mais informações (endereços, telefones e e-mails de contato) basta entrar no Portal do Sistema Logosófico de Educação: www.colegiologosofico.com.br


Em razão das especificidades das experiências vividas na aplicação da Pedagogia Logosófica, orientadas e administradas pela Fundação Logosófica, apenas os Colégios Logosóficos mantidos por esta Instituição, fazem parte do Sistema Logosófico de Educação, não sendo possível a existência de franquias.



Receba Nossos Informativos

Cadastre seu email para receber nossos informativos com novos artigos, livros e conteúdos exclusivos.